alter do
chão

Alter do Chão é um vilarejo localizado há 30 Km do Aeroporto de Santarém. Conhecido como o Caribe amazônico, foi eleito pelos gringos como a região das mais belas praias do Brasil. O título é justo, as praias de Alter do Chão têm areias branquinhas, água doce que variam entre as tonalidades azuis e verdes do Rio Tapajós e visuais de tirar o fôlego.

Além das praias, Alter do Chão tem outras belezas. O encontro do Rio Tapajós com o Rio Amazonas, quando as águas não se misturam; o Lago Verde, com seu espelho d’água e lindos pássaros, a Floresta Nacional do Tapajós, passeios no Rio Arapiuns, Canal do Jari, o pôr do sol na Ponta de Pedras, Igarapés de águas transparentes, além de comunidades ribeirinhas super acolhedoras.

dicas
importantes

o que levar

  • Em Alter do Chão alguns estabelecimentos não aceitam cartão de débito/crédito, por isso é muito imporante levar dinheiro em espécie para pagar os passeios de barco, o taxi e alguns restaurantes e bares de praia. Só existe um caixa eletrônico 24 hs na cidade.
  • A temperatura média anual varia de 25ºC a 28ºC. A umidade relativa do ar é de 86%, portanto a sensação térmica pode chegar à 36ºC, sendo assim indicamos levar os itens abaixo.
  • Roupas leves
  • Boné ou chapéu e óculos escuros
  • Chinelos e Tênis (geralmente usa-se calçado fechado nas caminhadas)
  • Repelente
  • Lanternas (para passeios noturnos)
  • Guarda Sol (como opção comprar em Santarém)
  • Protetor Solar
  • Produtos de higiene pessoal (sabonetes, shampoo, cremes)
  • Medicamentos que esteja acostumado a tomar.

onde comer

Na Vila de Alter do Chão existem poucas opções de restaurantes, então não espere para comer muito tarde, tudo fecha entre 22 hs e 23 hs no máximo. Indicamos os que consideramos melhores:

  • Restaurante Arco Iris da Amazônia – Na praça da Vila de Alter. Um cardápio simples mas muito gostoso.
  • Ty Comedoria e Bar – Rua da orla, restaurante com comida de alma tapajonica e ótimos drinks, ótima opção para o jantar.
  • Restaurante do Italiano – na Praça da Vila de Alter. Este é o restaurante mais astral, na frente da praça com mesinhas na calçada, é o “point” de Alter à noite.
  • Restaurante Farol da Ilha – Rua da Orla com vista para o Lago verde, gostoso tanto para almoço como jantar.
  • República dos Camarões – Restaurante novo, especialidade nos pratos com camarão, fica na mesma rua que acompanha a praça, passando ela uns 50 metros apenas.
  • X Bom Burger – Hamburgueria honesta, solução para os dias que quiser comer rápido.
  • Siriá Bistro Vegetariano – Melhor dica para os vegetarianos, ambiente agradável e arejado, fica bem pertinho da praça de Alter.
  • Portinha do Caranguejo – Bem pequeno e poucas mesas, para comer algo rapidinho, mas bem gostoso.

 

Fora da Vila de Alter, para passar o dia:

  • Restaurante Casa do Saulo – Sem dúvida a melhor opção da região, eleito por dois anos consecutives o melhor restaurante da região norte do Brasil pelo prêmio Prazeres da mesa, vale a visita, fica na linda Praia de Carapanari (a praia da nossa Festa dia 29/12). Você pode chegar de barco à partir de Alter do Chão (cerca de 1:30 hs), ou de taxi pela estrada (cerca de 30 minutos).
  • Ponta de Pedras – Barracas na praia à beira do Rio Tapajós. Para passar o dia, acesso de barco à partir de Alter do Chão (cerca de 20 munitos) ou também de carro pela Estrada Alter do Chão / Santarém (cerca de 30 minutos de carro) . Drinks, petiscos e comida regional.
  • Pindobal – Barracas na praia à beira do Rio Tapajós. Para passar o dia, acesso apenas de barco à partir de Alter do Chão (cerca de 20 munitos). Drinks, petiscos e comida regional.
  • Tapajós Cervejaria – Chopp artesanal preparado no local, ótima qualidade e ainda tem comidinhas deliciosas. Fica localizado à 6 km do Aeroporto de Santarém, uma ótima opção para começar bem a viagem antes de seguir para Alter do Chão.

transfer

O trajeto do Aeroporto de Santarém até Alter do Chão (apenas 30 Km em Estrada asfaltada) e vice versa é feito de Taxi ou Transfer particular e não está incluso no seu Pacote.
Portanto quem preferir pode agendar com antecedência (pode agendar com a própria Pousada que esta hospedado), especialmente aqueles que chegam nos vôos de madrugada em Santarém. Mas existem Taxis 24 hs disponíveis no desembarque do Aeroporto nos horários de chegadas dos vôos, escolhas os taxistas da Coopetaxi, uma cooperativa local de taxistas do Aeroporto de Santarém.

passeios

É muito importante que você planeje a sua viagem com antecedência. As agências receptivas de Alter podem ajudá-los na locação e na programação dos passeios. Como são mais de 300 praias, muitas comunidades e igarapés, existem muitas opções de passeios e todos são feitos de barco, sendo os barcos menores chamados de voadeiras para grupos pequenos de até 12 pessoas, ou barcos maiores para 20 à 50 pessoas caso seja para uma turma grande. Aconselhamos a reservar os barcos com antecedência, não deixe para alugar de última hora. Ao reservar seu barco, peça isopor com água, refrigerante e cerveja e até comida se no trajeto não for passear por lugares que ofereçam alimentação.

Precaução: Como toda tipo navegação, seja ela no rio ou no mar, é sempre obrigatório checar as condições do barco e principalmente pegar referências se a pessoa ou empresa que irá conduzir o passeio é de confiança evitando assim risco real para a tripulação à bordo. NUNCA E EM HIPÓTESE ALGUMA NAVEGUEM COM PESSOAS OU EMBARCAÇÕES QUE VOCÊS NÃO TENHAM CONFIANÇA E QUE NÃO OBTIVERAM BOAS REFERÊNCIAS PREVIAMENTE.

Mandamos abaixo os principais passeios na região do Rio Tapajós, todos imperdíveis! Mas explorem, pesquisem, converse com os locais. Tem ainda muita coisa legal para explorar por lá além dessas abaixo:

 

Flona (Floresta Nacional do Tapajós)
A Floresta Nacional do Tapajós é uma importante unidade de conservação da natureza localizada na Amazônia, mais precisamente às margens do Rio Tapajós, na região do estado do Pará.Com aproximadamente 527.000 hectares – mais de 160 quilômetros de praias – a unidade apresenta grande diversidade de paisagens: rios, lagos, alagados, terra firme, morros, planaltos, floresta, campos, açaizais, etc.

Os destaques da Flona são a Ponta do Maguari, o Igarapé do Jamaraquá, além da comunidade ribeirinha localizada nessa região.

Ainda consulte um guia local caso queira conhecer a milenar árvore Samaúma, mais conhecida como “Vovózona”, gigante ela tem o perímetro de 45 metros. É uma trilha de dificuldade média e 03 horas de duração cada percurso (06 horas para ida e volta), partindo da comunidade do Maguari floresta adentro.

 

Rio Arapiuns (Icuxi, Ponta Grande, Urucureá)
O rio Arapiuns é um afluente do Tapajós, nasce na divisa dos estados do Pará e Amazonas. Possue águas de tonalidade negra leve, assim como aguas bem cristalinas, e suas praias e pontas de areia belíssimas são facilmente observadas nessa época do ano. É possível visitar também a Vila de Urucureá e conhecer as senhoras que trabalham com artesanato feito de palha de tucumã (uma palmeira comum nesta região).

 

Canal do Jari
Paraíso ecológico das águas barrentas do Rio Amazonas que se encontra com as águas esverdeadas do Rio Tapajós, o ambiente une num mesmo cenário a beleza singular das vitórias-régias e suas folhas circulares com a leveza das garças, reunidas em enormes bandos na margem. Nas suas margem o modo de vida é simples e caboclo e estão situadas as comunidades de Arapixuna e Carariacá, as quais destacam-se pela prática do artesanato.

 

Praia e Lago do Tapari
Localiza-se na margem direita do Rio Tapajós, a Praia do Tapari apresenta grande beleza cênica, tem como atrativo areias claras e um lindo Lago, que conecta-se ao rio através de um igarapé transparente e com altas dunas de areia. O local é um verdadeiro cenário natural.
Próxima de Alter do Chão via barco (30 minutos), é um passeio para fazer num dia com menos tempo disponível. A área do igarapé e Lago é protegida pela comunidade local, podendo ser visitada por caminhada á pé, através de uma estreita trilha.

 

Ponta das Pedras
Acordou tarde e de ressaca pois aproveitou muito as Festas Vai Tapajós, ou está voltando de um passeio do dia inteiro.

Pegue um barquinho em frente à Vila de Alter e vá curtir o pôr do sol na Ponta das Pedras, bem pertinho de Alter, o show da revoada dos pássaros e dos botos se alimentando nessa hora do dia é garantido!

precauções

NUNCA, EM HIPÓTESE ALGUMA, PULE DO SEU BARCO NO RIO SEM SABER O QUE TEM NO FUNDO E A PROFUNDIDADE EXATA.

O Rio Tapajós, como qualquer via fluvial ou marítima, possue bancos de areia e pedras escondidas sob suas águas, e uma pulo mal calculado em águas rasas pode causar lesões gravíssimas ou até fatais, portanto muita atenção com essa questão!

As praias da Amazônia possuem arraias, por isso verifique sempre com alguma pessoa da região se é um bom local para tomar banho. As arraias se aproximam da margem do rio especialmente ao escurecer, e preferem águas mais calmas e em fundos com um pouco de lama. Ela só vai atacar caso se sinta ameaçada: isso normalmente acontece quando banhistas pisam em cima dos animais, que, pra se defender, atacam com seu ferrão. Esse ferrão contém um veneno, que mesmo nõa apresentando riscos letais, é bastante doloroso e exige tratamento hospitalar. A dica para evitar um ataque é, quando entrar no rio, ir arrastando os pés no fundo (não dê passos). Caso haja uma arraia por perto ela vai sentir o movimento da água e fugir antes de qualquer contato. Seja cuidadoso e não comprometa a sua viagem.

Como qualquer lugar no mato, especialmente por estarmos no meio da Amazônia, atenção às cobras peçonhentas. Elas podem surgir no meio de trilhas ou até mesmo em áreas urbanas. Não há outro remédio a não ser prestar atenção onde pisa e, caso encontre uma, manter a calma e procurar se distanciar lentamente – igual qualquer animal selvagem, as cobras tem medo de nós e só vai atacar caso se sinta ameaçada.

Devido à acidez das águas, não há muitos mosquitos, mas na Floresta eles podem aparecer. Portanto, a recomendação é sempre usar repelente, até mesmo para se evitar o perigo de contrair dengue. De qualquer maneira, para prevenir, uma dica é tomar vitamina B-12, 10 dias antes da viagem, que funciona como repelente via oral.

Vacina de febre amarela: o ministério da Saúde recomenda a vacinação de febre amarela para todos viajante acima de 9 meses de idade que entram em zonas endêmicas. Uma pessoa somente estará imunizada contra febre amarela, se vacinada no prazo mínimo de 10 dias antes da viagem, no caso de primeira vacinação. Pessoas já vacinadas precisam apenas de um reforço e a imunidade é considerada imediata.